Menu Principal

Responsabilidade Social

Unichristus – Educação plural e socialmente responsável

A educação dá nova significação às relações cotidianas, nesse sentido, entendemos que o ser socialmente responsável tem feito parte de nosso projeto-político pedagógico desde sua fundação, uma vez que nossa crença é no reconhecimento do outro e no respeito às diferenças por meio de ações formativas. Em 2005, o Ministério de Educação – (MEC) incluiu a Responsabilidade Social (RS) das Instituições de Ensino Superior – (IES), como item de avaliação. O termo Responsabilidade Social é oriundo do universo empresarial e, como estratégia empresarial, consiste na obrigação da empresa de maximizar seu impacto positivo sobre os stakeholders e minimizar o negativo (FERREL, 2006) ou, ainda, da coparticipação das empresas no desenvolvimento social (ASHLEY, 2008). Trata-se de um conceito sinonímico, que se define por essa expressão e por diversos outros termos correlatos. Os imperativos da sociedade contemporânea, com suas necessidades e acelerados processos de mudança, levaram o MEC a incluir esse item como critério avaliativo, o que nos possibilitou organizar as atividades de RS sistematicamente. Assim, esse reconhecimento e essa solidariedade intrínseca às nossas ações formativas e às nossas relações de trabalho ganharam um contorno. Desse modo, adotamos duas referências para sistematizar nossas atividades de RS: as diretrizes do MEC, assim definidas: Dimensão III – “a responsabilidade social da Instituição, considerada especialmente no que se refere à sua contribuição em relação à inclusão social, ao desenvolvimento econômico e social, à defesa do meio ambiente, da memória cultural, da produção artística e do patrimônio cultural.” (MEC, 2010); E a ISO 26000, uma importante referência de âmbito internacional, elaborada com o envolvimento de 90 países e 40 organizações internacionais, contribuições para a elaboração de estratégias de responsabilidade social.

Assim, os princípios educacionais e as referências documentais geraram a seguinte sistematização institucional na Unichristus: (1) inclusão social, (2) desenvolvimento econômico e social, (3) defesa do meio ambiente, e (4) memória cultural, norteiam a implementação progressiva da Política de Responsabilidade Social. Isso porque entendemos que essas referências englobam nossos princípios educacionais, em que o agir de maneira socialmente responsável passa necessariamente pelo reconhecimento do outro, numa sintonia fina com as demandas sociais contemporâneas, na prática de uma solidariedade horizontalizada, em que a dignidade da pessoa humana é respeitada.

A Unichristus convida todos a conhecer essas atividades, segmentadas por curso, assim como outras atividades registradas nesse link, que podem ser percebidas em uma perspectiva socialmente responsável.

Inspire-se conosco! Interaja! O mundo precisa que pensemos e atuemos de maneira colaborativa e socialmente responsável!!

Definição de Inclusão Social

O termo Inclusão Social está associado à questão da exclusão social. Segundo o Observatório do QREN, de Portugal, “a exclusão social é um tema multidimensional que incide sobre várias questões – pobreza, desemprego, deficiência, imigração e diversidade étnica – e os grupos mais marginalizados e excluídos, como ex-prisioneiros, toxicodependentes, os sem-abrigo, crianças de rua ou pessoas que têm alta de instituições, exilados etc”.

Nesse contexto, a inclusão social tem o papel de combater as mazelas produzidas pela exclusão social, atuando diretamente com as pessoas excluídas socialmente. Dessa forma, as definições de Inclusão Social têm em comum o combate à exclusão social, conforme pode ser verificado a seguir:

Segundo Rosinha da Adefal, a Inclusão Social é “Uma ação que combate a exclusão social geralmente ligada a pessoas de classe social, nível educacional, portadoras de deficiência física e mental, idosas ou minorias raciais entre outras que não têm acesso a várias oportunidades, ou seja, Inclusão Social é oferecer aos mais necessitados oportunidades de participarem da distribuição de renda do País, dentro de um sistema que beneficie a todos e não somente a uma camada da sociedade”.

Thais Pacievitch define a Inclusão Social como “um termo amplo, utilizado em contextos diferentes, em referência a questões sociais variadas. De modo geral, o termo é utilizado ao se fazer referência à inserção de pessoas com algum tipo de deficiência nas escolas de ensino regular e no mercado de trabalho, ou ainda a pessoas consideradas excluídas, que não têm as mesmas oportunidades dentro da sociedade, por motivos, que vão desde condições socioeconômicas, gênero, raça e à falta de acesso a tecnologias (exclusão digital). A inserção dessas pessoas que se encontram à margem da sociedade ou o acesso às tecnologias aos excluídos digitais ocorre, geralmente, por meio de projetos de inclusão social, o que reforça a utilização desse termo”.

Thais Pacievitch ainda afirma que o processo de inclusão social de pessoas com necessidades especiais tornou-se efetivo a partir da Declaração de Salamanca, em 1994, respaldada pela Convenção dos Direitos da Criança (1988) e da Declaração sobre Educação para Todos (1990).

Os projetos de inclusão social de maior repercussão são os seguintes:

  • O processo de inclusão das pessoas com necessidades educacionais especiais nas escolas de ensino regular;
  • A inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho, nas empresas com mais de cem funcionários, proporcionalmente;
  • O sistema de cotas para negros, índios e estudantes egressos da escola pública nas universidades.

Também, segundo a autora, a inclusão social, em suas diferentes faces, é efetivada por meio de políticas públicas, que, além de oficializar, devem viabilizar a inserção dos indivíduos aos meios sociais. Para isso, é necessário que sejam estabelecidos padrões de acessibilidade nos diferentes espaços (escolas, empresas, serviços públicos), assim como é necessário o investimento em formação inicial e continuada dos profissionais envolvidos no processo de inclusão.

Os projetos e as atividades desenvolvidas no âmbito institucional, ligadas às iniciativas que perpassam os cursos, os alunos, os professores e os colaborares dessa IES, assim como as atividades curriculares ligadas às mais diversas áreas de estudo que integram a construção de um conhecimento plural e dinâmico, sistematizam-se em termos organizacionais por um conjunto de DIRECIONADORES no que se refere à Responsabilidade Social (RS):

(*) política para as Interfaces Sociais;

(*) valores e transparência;

(*) público interno;

(*) Meio Ambiente;

(*) comunidade;

(*) inclusão social;

(*) memória cultural, da produção artística e do patrimônio cultural.

Esses direcionadores fundamentam nossos DIRECIONAMENTOS, refletindo-se nos objetivos e nas metas representadas nos projetos/atividades de RS. Nesse sentido, eles não obedecem a uma ordem imperativa ou incidente. Cada projeto, cada atividade e cada ação compõe um todo alinhado aos valores institucionais e ao reconhecimento do outro na contribuição da Unichristus para uma sociedade mais justa e sustentável, de tal maneira que o diálogo com a sociedade civil e a urgência das agendas sociais contemporâneas determinam a prioridade e o envolvimento dos cursos e da instituição nas demandas e nos projetos.

Esse alinhamento didático e valorativo nos possibilita compartilhar saberes e fazeres no enfrentamento às desigualdades sociais. Assim se desenha, portanto, a política de responsabilidade social da Unichristus, entendendo que atividade/projeto, aqui, citados, estão relacionados aos DIRECIONADORES/DIRECIONAMENTOS como práticas socialmente responsáveis, significadas e contextualizadas.

PROJETOS E ATIVIDADES INSTITUCIONAIS – 2015

PROJETOS E ATIVIDADES POR CURSO

ARQUITETURA – no âmbito da implementação de políticas para interfaces sociais, em 2015.2, foi iniciado o processo de consolidação do Projeto de Responsabilidade Social na Comunidade Raízes da Praia, localizada no Bairro da Praia do Futuro, em Fortaleza, Ceará, em parceria com o Escritório Modelo do Curso de Arquitetura e Urbanismo da Unichristus. Foi realizada pela Coordenadora de Pesquisa e Monitoria do Núcleo de Tecnologia da Unichristus uma primeira visita ao local para conhecimento. Também estiveram presentes nessa visita os membros do Curso de Direito desta IES – que já possuem um Projeto de Responsabilidade Social consolidado com a comunidade -, além de moradores e dos líderes comunitários. Foram discutidas as principais necessidades dos moradores, acatando as demandas sugeridas pela comunidade, dentro do seu critério de prioridade. Nesse contexto, a Unichristus vem analisando o Projeto de Responsabilidade Social do Curso de Arquitetura e Urbanismo, junto ao Escritório Modelo de Arquitetura e Urbanismo, com o intuito de avaliar a viabilidade de atendimento das demandas.

BIOMEDICINA – Biomedicina Solidária, uma atividade de integração com a comunidade, realizada em junho de 2015, duas ações de responsabilidade social em duas instituições de Fortaleza, promovendo lanche, atividades com as crianças e distribuição das doações. Esse trabalho desperta, nos acadêmicos, a face humanista, solidária e integrativa. A primeira ação ocorreu no Lar Amigos de Jeremias, um orfanato que cuida de crianças de idades variadas, que estão sob a custódia da Justiça. Foram atendidas 13 crianças e 3 cuidadoras, com a participação de alunos e professores, no turno da manhã. A segunda ação aconteceu no turno da tarde, na Casa do Menino Jesus que apoia e abriga crianças e familiares que estão em tratamento de saúde na cidade de Fortaleza. A casa é mantida por doações do governo, da população e da Igreja. Essa ação contou com a participação de alunos e professores da sede Benfica. Foram atendidas 10 crianças.

ENFERMAGEM – visando a contribuir para inclusão social de crianças em situação de vulnerabilidade econômica, a Unichristus, em parceria com o IPREDE em diversos projetos, perpassa quase todos os cursos. Nesse sentido, cada um se relaciona de acordo com sua possibilidade de atividades extensionistas, prestação de serviços, ações e projetos. Trata-se do Instituto da Primeira Infância que tem responsabilidade com a causa da criança e compromisso ético com a sociedade, tornando-se um centro de referência sobre a primeira infância e um espaço de produção, ensino e divulgação da temática para a sociedade em geral. A intenção é contribuir ativamente na luta no combate à fome e à pobreza extrema.

ENFERMAGEM – no âmbito da promoção da saúde, foi realizada campanha de vacinação contra o sarampo nas escolas de nível médio do grupo Christus e na Unichristus. Isso ocorreu em razão do surto de sarampo nas cidades de Fortaleza e Caucaia. Nesse sentido, a Prefeitura de Fortaleza convocou as instituições de ensino superior que ofertam o Curso de Enfermagem para colaborar em uma parceria nas ações de imunização. O Centro Universitário Christus se responsabilizou por imunizar todos seus campi e todas as sedes do Colégio Christus na cidade de Fortaleza, em ações programadas do Núcleo de Atendimento e Ensino Ambulatorial (NAEA) – Santa Casa de Misericórdia de Fortaleza – e na realização de suas ações no NAEA nos campi Parque Ecológico e Dom Luís. A atividade envolveu, como beneficiário e prestadores do serviço de vacinação, colaboradores, professores, alunos e comunidade.  Ao todo, 5.716 doses foram aplicadas.

FISIOTERAPIA – o Projeto Educação Popular e Ações Integrativas na Saúde Comunitária realizado na Comunidade Serviluz, com professores e alunos do projeto que visa a possibilitar a vivência em equipes multiprofissionais, desenvolvendo aptidões para o trabalho interdisciplinar com grupos de educação popular em saúde para o empoderamento do saber local. Para isso,  integraram-se os alunos com os diversos atores locais (profissionais do PSF, ACS, Comunidade (moradores), gestores), por intermédio de visitas às famílias, observação direta das necessidades para as definições de temas a serem abordados e trabalhados na formação em educação popular em saúde na  comunidade. Também foi realizado levantamento de demandas da comunidade para ações de prevenção e promoção da saúde local; proporcionando aos acadêmicos uma vivência de trabalho interdisciplinar e transdisciplinar em comunidade de baixa renda. Tais ações estimulam o fortalecimento de ações socioambientais, visando às reflexões sobre conceitos e práticas ampliadas de saúde e a ação sobre os determinantes sociais em saúde. Além disso, vivenciam-se estratégias de promoção de saúde e de educação em saúde com a  participação comunitária e fomenta a pesquisa científica em Fisioterapia Comunitária na perspectiva da Saúde Coletiva.

MEDICINA – Atendimentos na Clínica Escola de Saúde (CES). A CES realiza atendimentos de saúde de diversas áreas médicas, possibilitando integração entre usuários, equipe multidisciplinar, docentes e discentes do Curso de Medicina da Unichristus, de modo a concretizar-se como ambiente de ensino-aprendizagem e prestação de serviços em saúde, valorando a responsabilidade social da Instituição de Ensino Superior (IES). Conta com uma equipe multidisciplinar especializada que tem como objetivo garantir segurança e confiabilidade aos participantes envolvidos na execução das diretrizes clínicas de saúde.  Possui uma área de 2.642 m2 com 15 consultórios clínicos, sala de espera, sala de coleta de exames, salas de monitoria e reunião, sala de coordenação, sala de tecnologia da informação, sala de arquivos, farmácia, copa e pátio para atividades acadêmicas e de lazer. Os ambientes são climatizados, em conformidade com as “Boas Práticas Clínicas”.  Áreas de atuação da CES: dermatologia adulto e infantil; ginecologia; infectologia adulto e infantil; nefrologia adulto e infantil; pediatria, clínica médica; reumatologia adulto e infantil; pneumologia adulto e infantil; endocrinologia adulto e infantil; psiquiatria; gastroenterologia adulto e infantil; cardiologia; geriatria. Entre as áreas especializadas de apoio, podem-se citar enfermagem, farmácia e psicologia. O público-alvo é de usuários de saúde em geral, que buscam atendimento de diferentes especialidades médicas junto aos docentes e discentes da Unichristus, por livre-demanda ou encaminhados pela Secretária de Saúde do município de Fortaleza e pela Secretaria de Saúde do Estado do Ceará. Em 2015, a CES realizou 6.740 atendimentos de saúde apresentados a seguir por especialidades médicas, conforme o gráfico abaixo:

1 Gráfico – Clínica Escola de Saúde – Números de Atendimentos por Especialidade
Fonte: Coordenação do Curso de Medicina.

ODONTOLOGIA – Somada a práticas extensionistas, há ações extensionistas de atendimento à comunidade. Nesse sentido,   em 2015.2, foram desenvolvidas atividades na OCA terapêutica do conjunto São Cristóvão, na Unidade Básica de Saúde Melo Jaborandir, com a promoção de saúde para 47 índios da comunidade, numa ação de troca cultural de extrema importância para 45 alunos de Odontologia orientados por três professores. Essa atividade teve o objetivo de aproximar os alunos das vivências práticas de educação popular dentro da perspectiva da política nacional de educação popular, contribuindo para a humanização do cuidado em saúde. Outra ação de extrema importância foi a criação do Espaço de Promoção à Saúde que se constitui em uma ferramenta pedagógica, como parte da clínica odontológica ampliada, com foco no sujeito participativo e centrada no diálogo visando à integralidade do cuidado. Nesse contexto, é relevante evidenciar que a boca se constitui na parte do corpo que faz a mediação dos sujeitos com o mundo. Desse modo, faz-se necessário desenvolver estratégias que incorporem a relação sujeito-corpo-desejo, fomentando o autocuidado como experiência singular de sentir-se saudável ou doente.  Os princípios de organização do espaço são participação, autonomia, protagonismo e horizontalidade nas relações. Ações de Saúde para o público-interno – com a construção da Clínica Odontológica, foi iniciado o atendimento clínico de funcionários da Instituição e de pacientes da região adscrito às Unidades Básicas de Saúde Irmã Hercília, Frei Tito e Rigoberto Romero. Para isso, foi realizada por 7 docentes e 45 discentes uma triagem de 160 pacientes que tiveram seu tratamento odontológico iniciado na Clínica de Odontologia Unichristus.

RADIOLOGIA/CST – Responsabilidade Social e Promoção da Saúde –  Para que o aluno possa se integrar, de forma mais proveitosa, nas atividades de implementação da responsabilidade social, foi ofertado um curso cujo tema foi responsabilidade social com enfoque na promoção da saúde, sendo ofertado para alunos do Curso de Radiologia e comunidade acadêmica.

PROJETOS E ATIVIDADES INSTITUCIONAIS – 2014

NAEA UNICHRISTUS – Núcleo de Atendimento e Ensino Ambulatorial –  NAEA – realiza atendimento ambulatorial (verificações de sinais vitais; realização de medicação conforme protocolos; atendimento de urgência e emergência e vacinação). Esse atendimento visa a garantir maior segurança e conforto para alunos e colaboradores da Unichristus. Atua na linha de qualidade de vida do trabalhador como ação de RS. No ano de 2014, foram feitos 296 atendimentos, sendo 232 de funcionários administrativos, seguidos de 51 alunos e 13 professores. O ambulatório é aberto ao público para vacinações. Foi imunizado um total de 98 pessoas contra e Hepatite B e Tríplice Viral, dentre outras enfermidades.

REDE COLABORATIVA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL NO ENSINO SUPERIOR – A Unichristus participa, desde 2008, da Rede de Responsabilidade Social para o Ensino Superior da FIEC/SESI, por meio do Programa Formação Cidadã. A rede foi considerada uma Tecnologia Social pela Confederação Nacional da Indústria no ano de 2012. A cada ano, a IES recebe uma certificação de participação.

AÇÃO SOCIAL – Além de integrar esse espaço de discussão e desenvolvimento de políticas de responsabilidade social, a Unichristus participa anualmente da Ação Global – um dia de integração e prestação de serviços promovido pelo SESI.

AÇÃO SOLIDÁRIA – A Unichristus, em parceria com o Encontro de Casais com Cristo, da Igreja Nossa Senhora Aparecida, no Bairro do Montese, participou do Natal solidário de 200 crianças, cedendo o espaço da quadra poliesportiva para a realização do evento.

CONTRIBUIÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL E VALORIZAÇÃO DA CULTURA INDÍGENA – Uma vez por ano, a Unichristus promove um bazar de artesanato indígena da Etnia Tapeba, em Caucaia/Ceará. O objetivo é a geração de renda e a difusão da cultura indígena entre os alunos. O bazar acontece no Espaço Cultural Fides et Virtus, da própria Unichristus – Campus Dom Luís. A ação é uma parceria com o SESI/Ce e Comunidade Indígena Tapeba.

PROJETOS E ATIVIDADES POR CURSO

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO – O homem contemporâneo é aquele que compreende profissionalmente a necessidade de minimizar os impactos negativos e maximizar os impactos positivos. Pensando nisso, o Curso de Administração ofereceu aos alunos o Curso Perspectiva Estratégica de Responsabilidade Social, como ação formativa e difusão das práticas socialmente responsáveis. O curso foi ministrado pela Profa. Larissa Teixeira Cunha, Consultora em Responsabilidade Social.

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO – O Curso de Administração está desenvolvendo o Projeto de Práticas de Responsabilidade Social em Assessorias Colaborativas com as Organizações Não Governamentais (ONG´s), tendo como objetivo o assessoramento em Gestão de Processos, Gestão de Pessoas e Arquitetura Organizacional às ONG´s, respeitando as peculiaridades de cada uma. Está sendo realizado o cadastramento das ONG´s. A proposta alia a integração do universo acadêmico e a comunidade, contribuindo para o desenvolvimento social e econômico.

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO – A parceria com o Lar Amigos de Jesus absorve ações socialmente responsáveis de diversos cursos da Unichristus, com a oferta de atividades diferenciadas. A casa assiste em média 1.300 crianças. Na imagem, a Irmã Conceição visita o Curso de Administração para o recebimento de doações, um momento de integração e festividade e apresentação do trabalho da casa para os professores do curso.

CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS – Integração, solidariedade e comportamento socialmente responsáveis conduzem o Projeto Família de Ação e Responsabilidade Social. Em dezembro de 2014, o Curso de Ciências Contábeis promoveu a primeira campanha para crianças da ONG PROJETO ALEGRIA DA CRIANÇA, em Caucaia/Ceará por meio de uma ação para arrecadação de brinquedos, com apoio de alunos dos Campi Dom Luís e Parque Ecológico, sob a organização da Coordenação do Curso. Foram atendidas cartas de crianças da faixa de 0 a 12 anos de outras instituições parceiras, como creches, abrigos, orfanatos e núcleos socioeducativos que haviam escrito a Papai Noel. A ação envolveu atividades recreativas e distribuição de donativos e brinquedos, atendendo 535 crianças somente nessa atividade. A parceria se mantém, com a promoção de oficinas.

CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS – Atuando na linha de valorização do patrimônio histórico e cultural, o Projeto Patrimônio Cultural constitui-se como uma ação acadêmico-cultural do Curso de Ciências Contábeis do Centro Universitário Christus (Unichristus), propondo o incentivo à maior valorização da cultura brasileira, promovendo convergências de conhecimentos, sem fugir aos princípios norteadores da existência e funcionamento do Curso de Ciências Contábeis, que se fundamentam no estudo do patrimônio e suas variações, a exemplo, o ativo intangível. O Projeto Patrimônio Cultural, que teve sua segunda edição no dia 23 de setembro de 2014, apresentou o evento acadêmico-cultural “Palavras que não silenciam: o espólio intangível de escritores nacionais”.

CURSO DE DIREITO – Promovendo inclusão à cidadania e justiça socioambiental no litoral leste de Fortaleza, o projeto vem se desenvolvendo desde 2014, por meio de uma avaliação baseada na metodologia ex ante/ex post. Com a participação da comunidade Raízes da Paria e Serviluz, no litoral leste de Fortaleza, dos pesquisadores e dos mobilizadores sociais, foram identificadas as demandas e as potencialidades. A partir de julho de 2015, prevendo atividades até junho de 2016, instituiu-se um espaço de aprendizado e diálogo com ênfase na mobilização para luta por efetivação dos direitos humanos, sobretudo relacionados à cidade e ao meio ambiente, tendo ainda o Escritório de Direitos Humanos/Unichristus (EDH) feito mapeamento das regiões pesquisadas para subsidiar os diálogos.

CURSO DE ENFERMAGEM – Semana de Saúde do Homem Portuário – A Semana de Saúde do Homem Portuário teve como objetivo conscientizar a população masculina portuária para atos de prevenção e promoção da saúde, com ações de verificação de pressão arterial e orientação para hábitos saudáveis, mensuração de glicemia, aferição de peso e altura e incentivo à prática de exercício físico e mudanças de hábitos alimentares. O Curso de Enfermagem da Unichristus foi convidado pela Secretaria Estadual de Saúde para a realização de ações de promoção da saúde da população. O evento abrangeu mais que o público-alvo e as atividades se expandiram para mulheres, crianças e jovens do bairro e de regiões circunvizinhas. O evento teve a participação ativa de muitos alunos, nas diversas atividades realizadas.

CURSO DE ENFERMAGEM – Como tema transversal ao Programa Multidisciplinar de Atenção Integral à Saúde, o “PMAIS MULHER” objetiva, entre outras ações, não só a atenção especializada, mas também a sensibilização para o combate à violência contra a mulher”. Foi convidada para palestrar a Fundadora do Instituto Maria da Penha, inspiradora da Lei Maria da Penha – Nº 11.340/06, Maria da Penha Maia Fernandes.

PMAIS Mulher promoveu, ainda, a socialização das mulheres no ambiente acadêmico, permitindo aos alunos a compreensão da realidade de vida da população desse ciclo vital, por meio do desenvolvimento de atividades diversas envolvendo as mulheres, a saber: avaliação odontológica; avaliação e atualização do estado vacinal; verificação de peso, pressão arterial e glicemia; participação em oficina de pilates; lanche; e ação “Abraço Grátis” na Praça Verde.  Em números, tivemos os seguintes resultados: Cursos envolvidos: Enfermagem, Radiologia, Biomedicina, Fisioterapia, Odontologia e Medicina (6); Alunos envolvidos: 330 alunos dos citados cursos e, entre estes: 67 da Odontologia (PE); 17 da Biomedicina (PE); 11 da Biomedicina (Benfica); 81 da Enfermagem (PE); 51 da Enfermagem (Benfica); 71 da Fisioterapia (PE); 4 da Medicina (PE) e 28 da Radiologia (PE); Gestantes envolvidas: 12; Mulheres em idade fértil envolvidas: 20 MIFs;Vacinas aplicadas: 73 alunos imunizados, sendo 31 doses de Hepatite B e 42 de Influenza; Verificação de glicemia: 103; Verificação de pressão arterial: 78.

CURSO DE MEDICINA – Objetivando a compreensão acadêmica sobre a importância da implantação da humanização nos serviços de saúde, por meio da melhoria da atenção à saúde de pacientes hospitalizados, minimizando o sofrimento e promovendo alegria, solidariedade e fraternidade com ênfase na Metodologia Patch Adams, os alunos do Curso de Medicina participam, semanalmente, do Projeto Plantão Alegre. Esse trabalho acontece no Centro Pediátrico do Câncer do Hospital Infantil Albert Sabin / Lar Amigos de Jesus.

CURSO DE RADIOLOGIA – O compromisso mútuo e contínuo com a solidariedade nos faz mais justos e mais humanos. Acreditando nessa ideia, o Curso de Radiologia estimulou seus alunos a contribuírem com um evento de arrecadação de donativos para o Orfanato São Geremias. Foi doado material escolar (lápis, canetas, cadernos, borrachas e lápis de cor) e de higiene pessoal (creme dental, escovas de dente, sabonetes e colônias), além de terem sido desenvolvidas atividades interativas com as crianças (brincadeiras em grupo e animações com palhaços). A ação foi conduzida pela Profa. Fernanda Evelize, acompanhada por alunos do CST em Radiologia, momento em que foram atendidas 60 crianças.

CURSO DE ODONTOLOGIA – A Qualidade de vida e a autoestima estão diretamente ligadas ao sorriso. O Projeto Social Sorrir– que tem como responsável o Prof. Dr. Ilan Sampaio do Vale – desenvolveu, no Espaço Voar Candeias, instrução de higiene bucal com participação aberta a toda a comunidade, com a integração dos alunos do 1º e 2º semestres. Na oportunidade, foram também doados materiais de higiene bucal. Com essas ações preventivas e solidárias, os alunos integraram-se à comunidade e entre si, nos momentos de capacitação em Instrução para a Higiene Bucal, por meio de Curso de Extensão que lhes foi oferecido.

PROJETOS – ANO 2015

FISIOTERAPIA – O Curso de Fisioterapia do Centro Universitário Christus desenvolveu várias ações de responsabilidade social nos semestres 2015.1 e 2015.2, conforme relacionados:

Projeto de extensão Florescendo na Unichristus é realizado na Clínica Escola de Fisioterapia da Unichristus. Alunos e professores desenvolvem atividades no âmbito da inclusão social de crianças com mobilidade reduzida. Nesse sentido, foram 352 atendimentos em 2015.1 e 406 pacientes em 2015.2, prestando assistência fisioterapêutica a crianças com sequelas ortopédicas, traumatológicas, reumatológicas, respiratórias e neurológicas ou com patologias que comprometam a sua sociabilidade, tencionando melhorar sua qualidade de vida assim como a de sua família.

Projeto de extensão Reumatologia Integral: na Clínica Escola de Fisioterapia da Unichristus, a professora Cymara Kuehner orientou 12 alunos, os quais executaram, em 2015.1, 200 atendimentos e, em 2015.2, foram 145 atendimentos.

Projeto Respirar: a Clínica Escola de Fisioterapia da Unichristus foi o espaço utilizado por professores e alunos para assistirem, em 2015.1, 45 pacientes, com o fim de avaliar, planejar e realizar tratamento fisioterápico nas necessidades do paciente portador de pneumopatias seja agudo ou crônico, de aspecto clínico ou cirúrgico, proporcionando medidas e técnicas para tratamento, manutenção e prevenção. Em 2015.2, foram feitos 60 atendimentos.

Projeto de extensão Dermatofisio: na Clínica Escola de Fisioterapia da Unichristus, a professora Renata Bessa orientou 6 alunos para, em 2015.1, efetuarem 22 atendimentos, com o fito de realizar procedimentos em Fisioterapia Dermato-Funcional por meio de avaliação e intervenções fisioterápicas, nos níveis de prevenção e recuperação das patologias do sistema tegumentar, endócrino, músculos-esqueléticos relacionadas, respeitando os princípios técnicos, éticos e humanos dos indivíduos. Com o mesmo empenho, 4 alunos, em 2015.2, efetuaram 26 atendimentos;

Projeto de extensão Fisioterapia nas Disfunções Temporomandibulares, realizado na Clínica Escola de Fisioterapia da Unichristus, com envolvimento de professores e alunos. Em 2015.1, foram realizados 69 atendimentos. O objetivo foi de atender pacientes portadores de Disfunção Temporomandibular, utilizando principalmente os recursos Eletrotermofototerápicos e habilidades práticas manuais (Cinesioterapia e terapia manual). Em 2015.2, esse projeto atendeu 78 pacientes.

Projeto de extensão assistência fisioterápica na terapia intensiva adulto, realizado na Santa Casa de Misericórdia de Fortaleza, em 2015.1, alunos e professores do Curso de Fisioterapia fizeram 59 atendimentos, buscando realizar assistência fisioterápica na Unidade de Terapia Intensiva na área de Fisioterapia; avaliar o paciente, conhecer e acompanhar procedimentos clínicos e invasivos, estudar e praticar técnicas fisioterapêuticas respiratórias e motoras direcionadas ao paciente na Unidade de Terapia Intensiva, interpretar os exames complementares, realizar estudos de casos e apresentação de seminários e participar de visitas multidisciplinar. Em 2015.2, foram 59 atendimentos.

Projeto de extensão Fisioderma realizado no Instituto Dr. José Frota (IJF): professores e alunos do Curso de Fisioterapia da Unichristus realizaram 78 atendimentos, buscando realizar avaliações fisioterápicas em crianças e adultos que se encontram na unidade hospitalar (ambulatório) com sequelas funcionais e dermatológicas, além de realizar tratamento fisioterápico de acordo com a extensão e a profundidade da queimadura conforme a discussão e execução da conduta fisioterapêutica. O Fisioderma, em 2015.2, 78 atendimentos.

Projeto de extensão Programa do Assoalho Pélvico (PROASP) realizado na Clínica Escola de Fisioterapia da Unichristus, em que professores e alunos realizaram, em 2015.2, 12 atendimentos, a fim de concretizar assistência fisioterápica direcionada aos pacientes portadores das principais disfunções do assoalho pélvico, que podem ser tratadas com a fisioterapia, e, consequentemente, comprovar sua eficácia nas fases pré e/ou pós-operatória, ou simplesmente em conjunto com o tratamento clínico.

ODONTOLOGIA – O Curso de Odontologia vem desenvolvendo ações de EXTENSIONISTAS à comunidade, em conjunto com as Unidades Básicas de Saúde do Frei Tito e Irmã Hercília, ambas vinculadas à Regional II de Fortaleza. Os alunos desse curso, por meio das disciplinas de Saúde Coletiva I, II e III desenvolveram atividades de promoção de saúde bucal nas áreas adstritas a estas Unidades. A Instituição também atuou na Unidade de Pronto Atendimento Praia do Futuro, onde promoveu reforma estrutural em 2014 para a melhoria da Unidade, instalando mais um ambulatório de pediatria e preparando a Unidade para receber os alunos de Odontologia. Semestralmente, os alunos do 1º  Semestre realizam visitas à Unidade e, em breve, com o avançar do curso, eles deverão realizar estágio nos atendimentos de emergência. Público-alvo: a comunidade adstrita às Unidades de Saúde do Frei Tito e Irmã Hercília na Regional II de Fortaleza Quantidade de participantes: 7 professores e 200 alunos; Quantidade de pessoas atendidas: aproximadamente 800 pessoas.

Conceitos MEC

Conceitos MEC

Arquivos

Categorias

Acesso Rápido

  • estágios
  • abed
  • revista saude Unichristus
  • gestao-analise
  • opiniao-juridica
  • Selo-PROUNI
  • Selo-ABEM

Mídias Sociais

Unichristus
Unichristus 2015. Todos os direitos reservados.