Historias de Sucesso – Victor Augusto

Por ricardo em Notícias novembro de 4 de 2010 - 17:37

VictgorEmpreendendo megabytes de sucesso

Você certamente ainda ouvirá muitos casos de sucesso da RAV Tecnologias, mas uma grande história já precisa ser contada. Um de seus criadores é Victor Augusto Maia Martins, que com apenas 26 anos já é empresário do ramo de Tecnologia de Informação. Formado em Sistemas de Informação pela Faculdade Christus, Victor saiu de sua terra natal, Acopiara, para conquistar clientes em 11 estados brasileiros, do Rio Grande do Sul ao Pará.

É com a precoce sabedoria de quem soube aproveitar o melhor dos vários mundos nos quais atuou que Victor Augusto dá os primeiros passos rumo às conquistas no mercado brasileiro de Tecnologia de Informação (TI). Mais de seis anos depois de ter assumido o setor de tecnologia do grupo empresarial Aurilo Pinheiro de Freitas e pouco mais de um ano e meio após ter promovido, ao lado dos primos Rômulo e Alírio, a emancipação desse mesmo setor, Victor já atende clientes de 11 estados brasileiros.

E, o melhor de tudo: a RAV Tecnologias já tem clientes em todas as regiões do Brasil. Paraenses, no norte; goianos e brasilienses, no centro-oeste; mineiros e capixabas no sudeste; todos os sulistas (gaúchos, catarinenses ou paranaenses), além de cearenses, baianos e pernambucanos, aqui no nordeste, já podem ter acesso aos serviços da empresa. “O nosso principal produto, o carro-chefe, é um portal de compras e cotações para seguros automotivos”, cita.

Essa ferramenta tecnológica movimenta mais de R$ 5 milhões em negócios. “Fazemos cerca de 850 mil cotações por mês. Nós também estamos desenvolvendo soluções tecnológicas para o agronegócio. Serão ferramentas de fácil utilização, com tecnologia de toque de interface (touch screen)”, orgulha-se Victor, mas mantendo a humildade de quem sabe dos percalços que o mercado impõe. Como ferramenta extra para enfrentar a concorrência, Victor conta com os conhecimentos adquiridos na Faculdade Christus.

Antes disso, o jovem empreendedor fez o Ensino Médio, em uma escola tradicional do município de Acopiara, no Sertão Central cearense. Em abril de 2002, quando veio morar com os tios Aurilio Pinheiro de Freitas e Maria Augusta Maia Pinheiro, em Fortaleza, Victor ingressou na primeira turma de Sistemas de Informação da Faculdade Christus. Trabalhar de manhã e à tarde e estudar à noite não resultou em acomodação, pelo contrário. Ele conta que todo aprendizado adquirido por aqui, à noite, ele desenvolvia de alguma forma no trabalho (e posteriormente no próprio negócio) na manhã seguinte. “Tudo que eu aprendi na Faculdade Christus, num sentido bem multidisciplinar, eu levei para a minha vida profissional”, ressalta.

Hoje, além do negócio, ele continua a sua trilha acadêmica e faz pós-graduação em Desenvolvimento Web, em uma universidade pública da capital cearense. “O meu passaporte de entrada foi feito a partir de professores da Faculdade Christus, que tinham grande peso no universo acadêmico regional. Eles já conheciam o meu histórico de perseverança. São eles, principalmente, o professor Francisco Alves, a professora Janeth Amaral e o professor Elizeu, meu orientador. Todos me deram muita força”, agradece Victor. O pós-graduando ressaltou ainda a qualidade da organização e da infraestrutura da Faculdade Christus.

“Quem está começando tem que entender a grade do curso e ver quais serão as disciplinas base para que ele consiga o que quer profissionalmente e se aperfeiçoar nelas. Tem que se relacionar bem com os professores. Na graduação, os ciclos de amizade também contam bastante”, aconselha. “Eu tive três grandes amigos aqui, o Paulo César, o Celso Medeiros e o Davi Morais, que inclusive trabalha na instituição hoje”, relembra. E por falar em amigos, uma das mais saudáveis preocupações de Victor é a de não queimar etapas da vida por conta do empreendedorismo. Embora reconheça ser muito difícil conciliar o lado pessoal e o profissional, na hora do lazer, ele não esquece os amigos, a família e as viagens.

Para ele, os fatos de a família conversar em demasia sobre o trabalho e de ter amigos bem jovens que não abrem mão de uma “farra” moderada desenvolveram nele uma visão de mundo equilibrada. Victor se situa, assim, entre o workaholic e o ser humano preocupado com a qualidade de vida e com a própria saúde física e emocional. Embora sem uma receita pronta, o próprio sucesso obtido, com tanta rapidez, permite-lhe traçar um diagnóstico do ‘bom empreendedor’. “Empreender envolve determinação, poucas noites de sono, estar no lugar certo, ser sempre bem relacionado, mas é essencial ter foco. Sempre ter na cabeça: daqui a ‘x’ anos eu quero estar ali”. Quem duvida de que ele estará onde ele quer?

Mídias Sociais

Unichristus
Unichristus 2018. Todos os Direitos Reservados.