Professora Áurea Frota torna-se mestre em Saúde Coletiva

Por ricardo em Notícias maio de 7 de 2008 - 3:00

Estresse laboral??? Docência universitária??? Qual a relação? Se há, que fatores desencadeiam o estresse em docentes? Qual a interferência do ambiente universitário na produção de estresse? Quais as formas de enfrentamento? Como seria um ambiente saudável para a atuação do professor? Questões como essas foram ampliadas, discutidas e respondidas na dissertação da professora Áurea Frota para titular-se mestre em saúde coletiva, enfocando a saúde do professor.

Com pesquisa qualitativa e utilizando-se do método de estudo de caso, a professora entrevistou docentes de uma Instituição de Ensino Superior do Ceará, de caráter público, que lecionam em cursos de graduação nas áreas da Saúde e da Educação.

Por meio da análise de conteúdo das falas, a pesquisa revelou que os professores percebem a relação entre a docência e o estresse laboral, apesar de desconhecerem estudos sobre o tema e a melhor forma de enfrentar esse adoecimento. A maioria dos docentes entrevistados revelou, também, dificuldade em perceber em que fase do estresse se encontra, no entanto identifica, com precisão, os produtores de estresse no trabalho docente. Apesar da pronta identificação, os educadores anunciaram que sentem dificuldade em tentar mudar as situações estressantes no trabalho, devido a resistências dos colegas, dos estudantes e do corpo diretivo.

Na pesquisa, a professora constatou, ademais, que professores não reivindicam programas de promoção de saúde na universidade e a instituição, por sua vez, não se organiza para implementar projetos dessa natureza. Com esses dados, a professora propôs programas com projetos de promoção da saúde criativos, com custos reduzidos, os quais seriam desenvolvidos a partir dos conhecimentos produzidos nos cursos de graduação e de pós-graduação da própria instituição pesquisada, de modo que ofereçam suporte para o incremento da docência em um ambiente saudável.

A apresentação da pesquisa foi realizada no dia 20 de dezembro de 2007, às 9 horas, no auditório da Universidade de Fortaleza. A banca examinadora do trabalho desenvolvido pela professora Áurea Frota foi composta pelo prof. Dr. Rosendo Amorim Freitas, da Universidade de Fortaleza, e pelas docentes: profª. Drª. Kátia Siqueira Freiras, da Universidade Católica de Salvador; profª. Drª. Meirecele Calíope Leitinho, da Universidade Federal do Ceará e do Conselho Estadual de Educação do Ceará, além da orientadora, profª. Drª. Ana Maria Fontenelle Catrib.

Além de familiares e convidados, a apresentação foi assistida pela profª. Drª. Azenete Feitosa, pelo prof. Ms. Casimiro Campos, chefe da Divisão de Assuntos Pedagógicos da Universidade de Fortaleza, além de colegas da Faculdade Christus, dentre eles o prof. Ms Sérgio Araujo.

Mídias Sociais

Unichristus
Unichristus 2018. Todos os Direitos Reservados.