fbpx

Desafios da Engenharia

Notícias dezembro de 11 de 2013 - 10:15

Desafios da Engenharia

“Onde houver uma inovação tecnológica, haverá um engenheiro”

No próximo dia 11, haverá a comemoração de mais um Dia do Engenheiro, profissional de fundamental importância para qualquer país, pois ele é o responsável pela melhoria da qualidade de vida da sociedade a partir do uso aplicado dos conhecimentos científicos no desenvolvimento de produtos e processos. Se não fosse a engenharia, ainda estaríamos morando nas cavernas.

Em virtude disso, o impacto da engenharia em nossas vidas é muito grande. Tudo que se usa, desde um simples sabonete até um sofisticado avião, passa, em algum momento, pelas mãos de um engenheiro. Ele é um solucionador de problemas e, onde houver uma inovação tecnológica, haverá um engenheiro.

No entanto, têm-se alguns desafios a serem resolvidos com relação à engenharia. O primeiro é aumentar o número de engenheiros para atender à demanda de um país em crescimento que tem toda uma infraestrutura para ampliar, crescer ou modernizar. Além disso, precisa-se diminuir a distância entre os engenheiros experientes e os recém-formados, pois esta troca de experiência ficou comprometida durante os últimos 20 anos do século passado que o Brasil teve baixo crescimento e atraiu poucos alunos para estudar engenharia.

O segundo é aumentar a visibilidade do engenheiro junto à sociedade e mostrar sua importância, fato que é bem mais resolvido em outras profissões como medicina e direito, por exemplo.

O terceiro é aproximar a formação em engenharia dos problemas da sociedade, principalmente dos que envolvem pessoas mais carentes, bem como dos desafios de melhoria da produtividade, que dificulta o aumento da competitividade do País.
Tem-se também, como quarto desafio, inserir o espírito empreendedor nos engenheiros, pois nos dias de hoje a solução de problemas passa por concepções inovadoras e arrojadas, além do que a geração de riquezas é fruto de produtos e processos revolucionários, oriundos de visões de mundo ampliadas e modernas.

Já o quinto é aumentar a formação humanística dos engenheiros, pois todas as decisões por eles tomadas terão impactos positivos ou negativos na população.

Isto posto, observa-se que se tem muito trabalho pela frente a partir da discussão de novos paradigmas na formação de engenheiros novos e/ou experientes e isto se inicia com um amplo debate sobre o papel dos engenheiros na sociedade, que, na minha opinião, é de fundamental importância para se ter um país rico, justo e soberano.

Parabéns a todos os engenheiros que transformam o Brasil diariamente!

Prof. Dr. José de Paula Barros Neto

Mídias Sociais

Unichristus
Unichristus 2018. Todos os Direitos Reservados.