FILOSOFIA POLÍTICA CONTEMPORÂNEA E DESENVOLVIMENTO

45 horas-aula – 15 encontros semestrais

Ementa

Justiça e distribuição: Da antiguidade à modernidade. O utilitarismo clássico. Utilidade e a questão social. Liberalismo. Justiça como equidade. Libertarismo. Marxismo. Comunitarismo. Democracia deliberativa. Justiça social como reconhecimento. Desenvolvimento como liberdade. Direito, Justiça e desenvolvimento. Biopolítica. Reflexos e exemplos da filosofia política contemporânea na idealização e implementação das políticas públicas para o desenvolvimento regional.

Bibliografia

AGAMBEN, Giorgio, Homo Sacer- Sovereign Power and Bare Life, Stanford: Stanford University Press,1998. ANSELL-PEARSON, Keith. Nietzsche como pensador político: uma introdução. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1997. BAUMAN, Zygmund, Legisladores e Intérpretes, Rio de Janeiro: Zahar, 2010. BECKER, Gary S. and Ewald, Francois and Harcourt, Bernard E., ‘Becker on Ewald on Foucault on Becker’: American Neoliberalism and Michel Foucault’s 1979 ‘Birth of Biopolitics’ Lectures (September 5, 2012). University of Chicago Institute for Law & Economics Olin Research Paper No. 614; U of Chicago, Public Law Working Paper No. 401. Disponível em: SSRN: http://ssrn.com/abstract=2142163. CHEVALLIER, Jean-Jacques. Les grandes oeuvres politiques: de Machiavel à nos jours. Paris: Armand Colin, 1996. DONNELLY, Jack. The Relative Universality of Human Rights. Human Rights Quarterly , Vol. 29, Issue 2 (2007), pp. 281-306. Disponível em http://heinonline.org/. DURANTAYE, Leland de la, Giorgio Agamben- a critical introduction, Stanford: Stanford University Press, 2009. DWORKIN, Ronald. A Virtude Soberana. São Paulo: Editora Martins Fontes, 2005. _________. Uma questão de princípio. São Paulo: Martins Fontes, 2005. KOROBKIN, Russell B. Ulen, Thomas S. Law and Behavioral Science: Removing the Rationality Assumption from Law and Economics. California Law Review, Vol. 88, Issue 4 (July 2000), pp. 1051-1144. Disponível em http://heinonline.org/. FOUCAULT, Michel. Nascimento da Biopolitica. São Paulo: Martins Fontes, 2008. GOYARD-FABRE, Simone. Os princípios filosóficos do direito político moderno. São Paulo: Martins Fontes, 1999. GUERRA FILHO, Willis Santiago; Carnio, Henrique Garbelini.Teoria política do direito – A expansão política do direito. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2013. HABERMAS, Jurgen. A inclusão do outro: estudos de teoria política. São Paulo: Loyola, 2002. KELSEN, Hans. O que é Justiça? São Paulo: Martins Fontes, 2001. KYMLICKA, Will, Contemporary Political Philosophy – an introduction, 2ª ed., London, Oxford University, 2002. LEITER, Brian, The Hermeneutics of Suspicion: Recovering Marx, Nietzsche, and Freud. U of Texas Law, Public Law Research Paper No. 72. Disponível em:SSRN: http://ssrn.com/abstract=691002. MARX, Karl e ENGELS, Friedrich, A Ideologia Alemã, São Paulo: Martins Fontes, 2001. MARX, Karl. O dezoito Brumário de Louis Bonaparte. 2.ed. São Paulo: Centauro Ed., 2000. NEUMANN, Franz, Behemoth. The structure and practice of national socialism—1933- 1944, New York: Harper Books, 1944. NOZICK, Robert. Anarquia, Estado e Utopia, Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1991. RAWLS, John. Uma teoria da justiça. São Paulo: Martins Fontes, 2005. RAWLS, John. Liberalismo Político. São Paulo: Martins Fontes, 2011. SANDEL, Michael. Justiça – o que é fazer a coisa certa. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2012. ________. Liberalism and its Critics.New York: Cambridge University Press, 1998. SEN, Amartya. A ideia de justiça. São Paulo: Companhia das Letras, 2011. ________. Desenvolvimento como Liberdade. São Paulo: Companhia das Letras, 2010. SILVA, Alexandre Antonio Bruno da; Nietzsche: Justiça e Direito. Rio de Janeiro: Lumen Juris, 2015. SOUZA, Jessé. HONNETH. A ralé brasileira. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2009. SOUZA, Jessé. (org.). Democracia hoje: novos desafios para a teoria democrática contemporânea. Editora UNB, Brasília, 2001. TAYLOR, Charles; GOTMANN, Amy. “Multiculturalism: Examining the politics of recognition”. Princeton: Princeton University Press, 1992. UNGER, Roberto Mangabeira. Conhecimento e Política. Rio de Janeiro: Forense, 1978. WALDRON, Jeremy, Socioeconomic Rights and Theories of Justice (October 29, 2010). NYU School of Law, Public Law Research Paper No. 10-79. Disponível em: SSRN: http://ssrn.com/abstract=1699898. VILLEY, Michel, A Formação do Pensamento Jurídico Moderno. São Paulo: Martins Fontes, 2005. Tradução de Cláudia Berliner. WALZER, Michael. Esferas da Justiça. São Paulo: Martins Fontes,2003.

Mídias Sociais

Unichristus
Unichristus 2018. Todos os Direitos Reservados.